Depois que o iPhone de 2018 nunca alcançou os níveis de vendas esperados e obrigou seu fabricante a realizar movimentos inéditos em sua história recente, a Apple se via obrigada a apresentar uma reação convincente. Assim chegou o momento culminante da apresentação da empresa nesta terça-feira em San Francisco, que Tim Cook encarou defendendo esses aparelhos antes de dar lugar a seus sucessores: três novos smartphones que se caracterizam por multiplicar as câmeras presentes e por dar um enfoque mais profissional aos telefones superiores da gama, lançados junto a novos modelos de tablets e relógios inteligentes.

Seguir leyendo.

Fonte: EL PAÍS – Edição do Brasil