MAIS INFORMAÇÕES

Na tarde de sábado, quando voava a sua cidade, El Paso, horas depois do massacre, o candidato às primárias do Partido Democrata Beto O’Rourke começou a conversar com um homem no avião, que também voltava para casa. Este lhe pediu que o acompanhasse para ver sua mãe, Rose Mary, internada na UTI. Patrick Crusius atirou em seu peito e a mulher lutava pela vida. Rose Mary estava melhor, e no domingo já havia conseguido se sentar. “De onde tira coragem?”, se perguntou O’Rourke. E encontrou a resposta quando, pouco depois, foi visitar a mãe da mulher, também internada com uma bala no estômago. A mãe idosa, ensanguentada, ajudou outros no Wal-Mart até desabar. Outra de suas filhas também está entre as vítimas, e continuava internada em outro hospital na segunda-feira. Três mulheres, duas gerações, uma família, três tiros, dois hospitais. Uma das muitas histórias que ilustram o caótico drama que vive a cidade de El Paso desde sábado.

Na segunda-feira, o número de vítimas chegou a 22, com o falecimento de dois dos feridos. Outros cinco ainda estavam em estado grave. Até a tarde de domingo os cadáveres ainda não haviam sido retirados do interior do Wal-Mart. Oito dos mortos são de nacionalidade mexicana, a maioria do Estado vizinho de Chihuahua. As autoridades norte-americanas não informaram, até a manhã de segunda-feira, as identidades de todos os falecidos. Mas nos dois dias depois da matança suas histórias começaram a surgir.

Jordan Anchondo era mãe de três filhos.Twitter

Jordan e Andre Achondo, de 24 e 23 anos, deixam três órfãos. Acabavam de comemorar seu primeiro aniversário de casamento e faziam compras para a volta às aulas dos dois filhos mais velhos de Jordan no Wal-Mart, acompanhados de seu bebê de quatro meses. O nariz quebrado do bebê indica que a mãe se lançou sobre ele para tentar cobri-lo antes de receber um tiro mortal. O pai teve o mesmo destino quando quis servir de escudo a sua esposa.

Com 86 anos, Angie Englisbee é a vítima mortal mais velha. Falou pela última vez com seu filho no sábado às 10h30, enquanto esperava sua vez nas caixas do Wal-Mart. Minutos depois foi atingida pelas balas. Javier Rodríguez, de 15 anos, estava no outro extremo de idade. Os alunos do colégio Horizon, na periferia da cidade, voltaram nesta segunda-feira às aulas sem seu colega.

Sara Esther Presenteado e Adolfo Cerros Hernández viviam em Cidade Juárez.Facebook

Iván Manzano, morador de Ciudad Juárez, atravessou a fronteira na manhã do tiroteio acompanhado de sua tia, Patricia Manzano, para pegar um pacote com um pedido para seu negócio, segundo o El Paso Times. A mulher escapou à matança porque foi fazer compras em outro Wal-Mart. Seu sobrinho faleceu.

Sara Esther Regalado e Adolfo Cerros Hernández eram de nacionalidade mexicana, segundo a confirmação do chanceler mexicano Marcelo Ebrard. O casal morava em Ciudad Juárez e foi a El Paso para fazer compras. A filha dos dois, Sandra Cerros, comunicou que a família foi notificada das mortes.

María Eugenia Legarreta era de Chihuahua.Facebook

Arturo Benavides, de 59 anos, era morador de El Paso. Estava pagando uma compra, enquanto sua esposa, Patty, estava no banheiro e conseguiu escapar do atirador. O falecido era veterano do exército e motorista de ônibus.

O Governo mexicano também confirmou que entre as vítimas está Gloria Irma Márquez, de Ciudad Juárez. Assim como María Eugenia Legarreta Rothe, de Chihuahua. A mulher era irmã da pintora e escultora Martha Legarreta, informa o jornal Reforma. Ia ao aeroporto para buscar sua filha que chegava de um acampamento e parou no Wal-Mart.

Outra das vítimas de nacionalidade mexicana é Elsa Mendoza de la Mora, de Yepomera (Chihuahua), que foi descrita nas redes sociais por seu marido, Antonio de La Mora, como “uma mulher maravilhosa e cheia de luz”. Mendoza morava em Ciudad Juárez onde era professora de escola primária. Deixa dois filhos adolescentes. “Ela estava com seu esposo e filho, mas ficaram no carro esperando-a”, disse uma de suas irmãs ao jornal El Diario de Juárez. Na lista também está Jorge Calvillo García, de Torreón, Coahuila, como confirmou o prefeito da cidade. Na manhã de segunda-feira, o Governo mexicano anunciou que Juan de Dios Velázquez, de Zacatecas, morreu no hospital nas últimas horas.

Angie Englesbee, de 86 anos.Facebook

A Fox News também confirmou a morte de David Johnson, de 63 anos. Faleceu, segundo sua família, protegendo sua esposa e sua neta de nove anos. Leo Campos e Maribel Hernandez também morreram. A família começou a suspeitar de que algo estranho havia acontecido quando a pessoa que estava tomando conta de seu cachorro ligou para dizer que não foram buscá-lo.

Feridos mexicanos confirmados pelo Governo

O chanceler mexicano Marcelo Ebrard identificou entre os feridos uma família de três membros, um casal e sua filha de 10 anos, de Chihuahua:

Mario de Alba Montes, de 45 anos, que recebeu um tiro nas costas, está em estado grave de acordo com a AP. Olivia Mariscal Rodriguez, da mesma idade, tem feridas no peito e em uma mão e sua filha de 10 anos Erika de Alba Mariscal tem ferimentos em uma perna. A família era originária e morava na capital de Chihuahua, foram a El Paso comprar material escolar.

Também estão entre os feridos, de acordo com as autoridades norte-americanas, Jessica Coca García e Memo García, que foram ao Wal-Mart arrecadar fundos para uma equipe esportiva juvenil. Segundo Norma Coca, a mãe de Jessica, os dois estavam em uma das saídas do local. A mulher, que vive no Kansas e deu declarações a uma televisão local, afirma que ambos estão hospitalizados, ele em estado crítico, informou a AP. Seus filhos, de cinco e 11 anos, ficaram ilesos.

Fonte: EL PAÍS