Não por acaso, Tamires é a única mãe entre as 23 atletas brasileiras no Mundial da França. Já na seleção masculina, apenas seis jogadores não têm filhos. O plantel formado pelo técnico Tite acumula 32 herdeiros, incluindo o segundo filho do goleiro Alisson e o terceiro do zagueiro Miranda, que ainda não nasceram. Além dos nove meses de gravidez, as jogadoras precisam enfrentar a resistência dos clubes, as exigências da modalidade em alto rendimento e a adaptabilidade dos parceiros caso desejem realizar o sonho de constituir uma família sem abrir mão da carreira.

Seguir leyendo.

Source: Ser mãe ou jogar futebol, o dilema das mulheres que vivem da bola